contact us
Press Release

América Latina: Ganhando terreno em RH e Folha de Pagamento

julie fernandez
by Julie Fernandez

A estratégia de recursos humanos (RH) na América Latina é uma tendência, com folha de pagamento  sendo a primeira área de interesse. Uma grande parte das empresas globais e locais estão consolidando a administração ou mudando para shared services com o objetivo de operar com maior eficiência na América Latina (LATAM).

Por que o alvoroço das atividades na América Latina? As cinco razões abaixo ajudam a explicar:

1. O mercado de folha de pagamento  na LATAM está amadurecendo rapidamente. Há alguns anos, fornecedores de serviços de folha de pagamento  na América Latina trabalhavam com sistemas distintos que tinham custo acessível por causa da mão de obra barata. Hoje em dia, empresas estão focando na automação e consolidação de folha de pagamento  na LATAM. O provider ADP, um grande fornecedor, dobrou seus esforços na região ao adicionar uma marca “streamline” focando só em folha de pagamento  com suporte regional de um contact center em Miami. SafeGuard World International, um agregador no nicho de folha de pagamento , fundou uma base regional na Cidade do México. Provedores de serviço com sede LATAM no Brasil e em outros países estão se apressando para consolidar e expandir seus serviços para oferecer serviços de folha de pagamento  end-to-end. Enquanto eles ainda precisam se aprimorar, a maioria dos provedores de folha de pagamento  esta amadurecendo mais rapidamente do que suas companhias clientes conseguem desenvolver suas próprias operações internas.

2.Empregadores baseados nos EUA querem crescer seus shared services além das fronteiras. E muitas empresas que iniciaram um modelo de Global Business Services na área de Finanças e TI estão procurando expandir o alcance do seu suporte para funções back-office como folha de pagamento . Grandes empresas que iniciaram com shared services nos EUA e tem a sede e operações nos EUA naturalmente olham a LATAM como um lugar para crescer, devido a vantagem de ser geograficamente próximo e também por dividir os mesmos fusos horários.

3. Novas leis trabalhistas aumentam o grau de complexidade. Mudanças nas leis são frequentes no Brasil, Argentina, México e outros países, exigindo mudanças na administração do RH, cálculo de salários e relatórios regulamentares de folha de pagamento , o que é complexo e está sujeito a ambiguidade. Ao invés de tentar acompanhar as rápidas mudanças na legislação através de constantes customizações dos sistemas e processos domésticos, várias empresas contratam empresas especializadas em folha de pagamento  cujas competências principais são ficar atualizadas e automatizar fluxos de trabalho. Empresas estão procurando provedores de folha de pagamento  na LATAM para suporte em serviços de taxação, operações bancárias e processos e relatórios bruto-ao-líquido.

4. As empresas devem dedicar mais e mais recursos para criar visibilidade central, controle e governança. A manutenção de processos manuais e sistemas ‘home-grown’ que agrupem segurança de dados, privacidade de dados e da Lei Sarbanes-Oxley é caro e arriscado. Financiamento de um modelo de folha de pagamento  regional na América Latina provavelmente não diminuirá o custo das operações lá. Quando os tomadores de decisão sobre a folha de pagamento buscam maior visibilidade e conformidade reduzida ou risco financeiro como um objetivo primário de serviços compartilhados, um caso de negócio muito diferente e comportamento emerge. Muitos, ao invés, preferem comprar um modelo de folha de pagamento que transfere estes pontos dolorosos para um provedor terceirizado, mesmo que seja a um custo maior.

5. A nova tecnologia simplifica o crescimento. Soluções de software de RH como serviço permitem uma interface de folha de pagamento única, em vez de alimentação de dados separados para cada país. Muitas empresas que começaram a implantação global do dia de trabalho ou outro sistema de RH SaaS nos EUA ou na Europa estão agora implementando essas plataformas nos seus países LATAM. Enquanto os sistemas de folha de pagamento permanecem locais, variáveis fundamentais estão se movendo para plataformas globais destinadas a servir como uma fonte única e unificada de dados de funcionários. Para muitas empresas, o custo para desenvolver interfaces para os países menores pode ser quase o mesmo que o custo para fazer a transição da folha de pagamento para um agregador de folha de pagamento multi-país.

Agora é um excelente momento para olhar para dirigir a excelência operacional em sua entrega da folha de pagamento da América Latina para as Américas. ISG pode ajudá-lo a avaliar o que é certo para você.